: UTC-4
: Jardin de Balata
: 90.347 habitantes

Sobre Fort-de-France

Fort-de-France

Fort-de-France é a cidade capital da Martinica, ilha do Caribe que é região administrativa da França. É uma das maiores cidades caribenhas. Suas principais exportações incluem açúcar, rum, frutas enlatadas e cacau.

Em 1638, Jacques Dyel du Parquet (1606-1658), sobrinho de Pierre Belain d'Esnambuc e primeiro Governador de Martinica, decidiu construir o Forte Saint Louis para proteger a cidade de ataques inimigos.

O forte foi destruído tempos depois e reconstruído em 1669, quando Luís XIV nomeou o Marquês de Baas como Governador-Geral. Sob suas ordens e de seus sucessores, particularmente do Conde de Blénac, o forte foi construído com o design de Vauban.

Originalmente nomeada de Fort-Royal, a capital da Martinica foi ofuscada por Saint-Pierre, a mais antiga cidade da ilha, que era renomada pelo seu comércio e sua cultura e conhecida como "A Paris caribenha".

O nome da cidade de Fort-Royal foi mudado para "Fort-La-Republique" durante a Revolução Francesa, e finalmente definida como Fort-de-France em meados do século XIX.

O nome antigo de Fort-Royal ainda é usado hoje em dia familiarmente na língua crioula dos nativos como "Foyal", sendo os habitantes chamados de "Foyalais".

A cidade teve vários desastres. Fort-de-France foi conquistada por uma expedição britânica em 1762, e posteriormente reconquistada pelos franceses. Parcialmente destruída por um terremoto em 1839 e devastada por um incêndio em 1890.

Já no século XX, Fort-de-France se tornou importante economicamente, principalmente depois de uma erupção vulcânica ter destruída a cidade de Saint-Pierre, em 1902.

Até 1918, quando o seu crescimento comercial começou, Fort-de-France tinha um fornecimento de água inadequado, era parcialmente rodeada de pântanos e possuía inúmeros casos de Febre Amarela. Os pântanos hoje em dia, foram drenados e dão lugar aos extensos subúrbios.