: GMT+3
: Pirâmide de Djoser

Sobre Sacará

Sacará

Sacará é o nome de um sítio arqueológico do Egito, que funcionou como necrópole da antiga cidade de Mênfis, uma das várias capitais que o Antigo Egito conheceu ao longo da sua história.

Situa-se a cerca de trinta quilómetros a sul da moderna cidade do Cairo, apresentando uma área com mais de seis quilómetros de comprimento e um quilómetro e meio de largura.

No local encontram-se estruturas funerárias de um período que se estende desde 3 000 a.C. até 950 d.C.

O nome "Sacará" deriva de Sokar, nome de um deus da mitologia egípcia considerado como protetor da necrópole e que junto com o deus Ptá e o deus Nefertum  formava a tríade (agrupamento de três divindades) de Mênfis.

Alternativamente, há também quem procure relacionar este nome com o de uma tribo que ali viveu no passado, os Beni Sokar. Atualmente foi descoberto um túmulo, ao qual se encontravam os restos mortais da rainha Checheti.

Foi afirmado que a tumba que continha os restos mortais dentro de um sarcófago de granito,foi muito saqueada ao longo dos séculos. O túmulo foi encontrado perto de uma pirâmide descoberta a pouco tempo. A rainha Shesheti, mãe do rei Teti, foi a primeira faraó da 6ª dinastia a governar o Egito.