Av. Nossa Senhora de Copacabana, 928 / Gr. 602, Rio de Janeiro - RJ (21) 2545-2599

Os patrimônios mais bonitos da Unesco

Os patrimônios mais bonitos da Unesco

Todo mundo já ouviu falar nos lugares considerados patrimônios da Unesco.

Normalmente são lugares muito bonitos, naturais ou não, e que são preservados para não perderem suas características.

Por isso, a Unesco desenvolve um trabalho de preservação destes locais denominando-os como Patrimônios da Humanidade.

Atualmente são mais de mil lugares protegidos e a Mar-Tha Rio mostra para você 20 dos mais bonitos.

Viagens em Destaque

Patrimônios da Unesco

Angkor (Camboja)

Este Parque Arqueológico tem 12 templos e pequenas estruturas, mas o Angkor Wat é o mais antigo, com 12 séculos e a estrela do local.

Seu tesouro artístico está espalhado por 3 mil km² de área e 213 metros de altura.

Baía Halong (Vietnã)

Navegar em um barco chinês é o programa preferido dos tuistas mais jovens, principalmente em dias de sol.

Já no inverno o clima fica bastante favorável para casais em viagens românticas.

Bryggen (Noruega)

Um antigo quarteirão mercantil e distrito de negócios que foi preservado e é usado até hoje por escritórios, lojas e restaurantes.

O modelo da cidade serviu de inspiração para a animação “Frozen – Uma Aventura Congelante”, da Disney.

Calçada dos Gigantes (Irlanda do Norte)

Colunas de basalto poligonais, da areia até a água, formam a costa dessa praia como uma enorme calçada.

A arquitetura se deve a erupção vulcânica ocorrida há 60 milhões de anos, mas reza uma lenda local que foi construída por um gigante chamado Finn McCool, para que Benandonner – outro gigante – pudesse enfrentá-lo.

Canaima (Venezuela)

O sudeste da Venazuela possui uma área de 30 mil km² com montanhas escarpadas e quedas d’água impressionantes.

O parque é onde nasce a maior cachoeira do mundo, Salto Angel e atrai turistas que buscam trilhas como a da montanha Roraima-Tepui.

Canais de Amsterdã (Holanda)

Desde o século 17 a cidade conta com estes canais que encantam pedestres, ciclistas e motoristas que passam por lá.

Esta construção que hoje é Patrimônio Mundial da Unesco acrescentou uma identidade à cidade, tornando Amsterdam um dos mais belos epicentros culturais da Europa.

Canal Rideau (Canadá)

Este é o maior rinque de gelo natural do mundo, com cerca de 8 quilômetros de extensão.

O Canal Rideau passa pelos marcos mais famosos de Ottawa e pode ficar aberto de janeiro a março.

Durante o inverno é comum encontrar quiosques com lanches variados na beira do canal.

Ilhas Galápagos

Com um total de 21 ilhas vulcânicas e cerca de 965 quilômetros da costa do Equador, o arquipélago onde o número de animais é maior que o de pessoas.

Isto porque apenas cinco ilhas são habitadas e o restante é habitat de espécies como as grandes tartarugas de Galápagos, que podem chegar a 2 metros de comprimento.

Los Glaciares (Argentina)

Este parque é conhecido mundialmente por suas gigantescas geleiras, como a Upsala, em uma área de 765 km² e 53 quilômetros de extensão.

Mar Wadden

Vivenciar a migração de 10 milhões de pássaros que passam por esta região das Ilhas Frícias, na costa da Holanda, Alemanha e Dinamarca.

Este é o destino perfeito para os turistas que pretendem apreciar a variedade de ecossistemas locais e a vida selvagem.

Mtskheta (Geórgia)

Estas igrejas medievais na capital oficial da Geórgia e coração espiritual do país, apesar de patrimônio da Unesco, não foram preservadas e como ficam no topo dos morros sofreram deterioração da arquitetura com o passar do tempo.

Pamukkale (Turquia)

Piscinas naturais com águas azuis e mornas.

Porém, a temperatura amena pode chegar a 100°C e, por conta disso, algumas piscinas podem receber os banhistas enquanto outras são protegidas.

Rapa Nui (Chile)

São 71,3 km² de área dividido em sete partes: Rano Kau, Puna Pau, Rano Raraku, Anakena, Ahu Akivi, Costa Norte e Hanga Roa.

As estátuas erguidas pelo povo local, Moais, tornou o local um Patrimônio Mundial da Unesco.

Além disso, o parque abriga um vulcão com cerca de 300 metros de altura e uma cratera com aproximadamente 805 metros de diâmetro.

Rock Islands Southern Lagoon

Nesta ilha no pacífico foi criado o primeiro santuário de tubarões do mundo, com recife de corais parcialmente submersos. O local é desabitado apesar de suas praias e bosques.

Socotorá (Iêmen)

Este arquipélago no Oceano Índico tem quatro ilhas e centenas de espécies.

O formato destas árvores, Dracaena cinnabari, é tão estranho quanto o seu significado: “árvore de sangue de dragão”.

Isto porque elas contém seiva vermelha, usada como corante na região.

St. Kilda (Escócia)

A costa oeste da Escócia reserva um arquipélago com montanhas incríveis com paisagem exuberante do oceano e de seu ecossistema.

Conhecer as ruínas antigas e fazer tours marinhos são as principais atividades para os turistas.

Taj Mahal (Índia)

O templo dedicado ao amor é um dos pontos turísticos mais populares da Índia e uma das Sete Maravilhas do Mundo.

Incrustado com pedras semipreciosas e cúpula costurada com fios de ouro este complexo é divido por Cenotáfio principal, Mesquita e o museu sobre a origem do local e de sua arquitetura.

Tongariro (Nova Zelândia)

Parque nacional mais antigo da região que abriga uma trilha de 19 quilômetros até os lagos Esmeralda do Monte Tongariro.

A cor viva dos lagos se deve aos minerais vulcânicos que são dissolvidos na água.

Wulingyuan (China)

Antes um lugar inacessível, esta província chinesa de Hunan hoje é uma atração turística.

Com mais de 3 mil pilares de pedras em 259 km² as “torres de pedras” são considerados arranha-céus já que têm mais da metade do Empire State Building.

Yosemite (Estados Unidos)

Grandes desfiladeiros de granito, cascatas, sequoias gigantes e mais de 160 espécies de plantas, solos e formações geológicas singulares fizeram este parque ser reconhecido internacionalmente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos marcados como obrigatório *

1 + doze =