Av. Nossa Senhora de Copacabana, 928 / Gr. 602, Rio de Janeiro - RJ (21) 2545-2599

Os patrimônios mais bonitos da Unesco

Os patrimônios mais bonitos da Unesco

Alguns dos lugares mais bonitos do mundo não podem perder suas características e, por isso, a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação) desenvolve um trabalho de preservação destes locais denominando-os como Patrimônios da Humanidade. Atualmente são mais de mil lugares protegidos e a Mar-Tha Rio mostra para você 20 dos mais bonitos.

Patrimônios mais bonitos da Unesco

Angkor, Camboja – Este Parque Arqueológico tem 12 templos e pequenas estruturas, mas o Angkor Wat é o mais antigo, com 12 séculos e a estrela do local. Seu tesouro artístico está espalhado por 3 mil km² de área e 213 metros de altura.

Baía Halong, Vietnã – Navegar em um barco chinês é o programa preferido dos tuistas mais jovens, principalmente em dias de sol. Já no inverno o clima fica bastante favorável para casais em viagens românticas.

Bryggen, Noruega – Um antigo quarteirão mercantil e distrito de negócios que foi preservado e é usado até hoje por escritórios, lojas e restaurantes. O modelo da cidade serviu de inspiração para a animação “Frozen – Uma Aventura Congelante”, da Disney.

Calçada dos Gigantes, Irlanda do Norte – Colunas de basalto poligonais, da areia até a água, formam a costa dessa praia como uma enorme calçada. A arquitetura se deve a erupção vulcânica ocorrida há 60 milhões de anos, mas reza uma lenda local que foi construída por um gigante chamado Finn McCool, para que Benandonner – outro gigante – pudesse enfrentá-lo.

Canaima, Venezuela – O sudeste da Venazuela possui uma área de 30 mil km² com montanhas escarpadas e quedas d’água impressionantes. O parque é onde nasce a maior cachoeira do mundo, Salto Angel e atrai turistas que buscam trilhas como a da montanha Roraima-Tepui.

Canais de Amsterdã, Holanda – Desde o século 17 a cidade conta com estes canais que encantam pedestres, ciclistas e motoristas que passam por lá. Esta construção que hoje é Patrimônio Mundial da Unesco acrescentou uma identidade à cidade, tornando Amsterdam um dos mais belos epicentros culturais da Europa.

Canal Rideau, Canadá – Este é o maior rinque de gelo natural do mundo, com cerca de 8 quilômetros de extensão. O Canal Rideau passa pelos marcos mais famosos de Ottawa e pode ficar aberto de janeiro a março. Durante o inverno é comum encontrar quiosques com lanches variados na beira do canal.

Ilhas Galápagos – Com um total de 21 ilhas vulcânicas e cerca de 965 quilômetros da costa do Equador, o arquipélago onde o número de animais é maior que o de pessoas. Isto porque apenas cinco ilhas são habitadas e o restante é habitat de espécies como as grandes tartarugas de Galápagos, que podem chegar a 2 metros de comprimento.

Los Glaciares, Argentina – Este parque é conhecido mundialmente por suas gigantescas geleiras, como a Upsala, em uma área de 765 km² e 53 quilômetros de extensão.

Mar Wadden – Vivenciar a migração de 10 milhões de pássaros que passam por esta região das Ilhas Frícias, na costa da Holanda, Alemanha e Dinamarca. Este é o destino perfeito para os turistas que pretendem apreciar a variedade de ecossistemas locais e a vida selvagem.

Mtskheta, Geórgia – Estas igrejas medievais na capital oficial da Geórgia e coração espiritual do país, apesar de patrimônio da Unesco, não foram preservadas e como ficam no topo dos morros sofreram deterioração da arquitetura com o passar do tempo.

Pamukkale, Turquia – Piscinas naturais com águas azuis e mornas. Porém, a temperatura amena pode chegar a 100°C e, por conta disso, algumas piscinas podem receber os banhistas enquanto outras são protegidas.

Rapa Nui, Chile – São 71,3 km² de área dividido em sete partes: Rano Kau, Puna Pau, Rano Raraku, Anakena, Ahu Akivi, Costa Norte e Hanga Roa. As estátuas erguidas pelo povo local, Moais, tornou o local um Patrimônio Mundial da Unesco. Além disso, o parque abriga um vulcão com cerca de 300 metros de altura e uma cratera com aproximadamente 805 metros de diâmetro.

Rock Islands Southern Lagoon – Nesta ilha no pacífico foi criado o primeiro santuário de tubarões do mundo, com recife de corais parcialmente submersos. O local é desabitado apesar de suas praias e bosques.

Socotorá, Iêmen – Este arquipélago no Oceano Índico tem quatro ilhas e centenas de espécies. O formato destas árvores, Dracaena cinnabari, é tão estranho quanto o seu significado: “árvore de sangue de dragão”. Isto porque elas contém seiva vermelha, usada como corante na região.

St. Kilda, Escócia – A costa oeste da Escócia reserva um arquipélago com montanhas incríveis com paisagem exuberante do oceano e de seu ecossistema. Conhecer as ruínas antigas e fazer tours marinhos são as principais atividades para os turistas.

Taj Mahal, Índia – O templo dedicado ao amor é um dos pontos turísticos mais populares da Índia e uma das Sete Maravilhas do Mundo. Incrustado com pedras semipreciosas e cúpula costurada com fios de ouro este complexo é divido por Cenotáfio principal, Mesquita e o museu sobre a origem do local e de sua arquitetura.

Tongariro, Nova Zelândia – Parque nacional mais antigo da região que abriga uma trilha de 19 quilômetros até os lagos Esmeralda do Monte Tongariro. A cor viva dos lagos se deve aos minerais vulcânicos que são dissolvidos na água.

Wulingyuan, China – Antes um lugar inacessível, esta província chinesa de Hunan hoje é uma atração turística. Com mais de 3 mil pilares de pedras em 259 km² as “torres de pedras” são considerados arranha-céus já que têm mais da metade do Empire State Building.

Yosemite, Estados Unidos – Grandes desfiladeiros de granito, cascatas, sequoias gigantes e mais de 160 espécies de plantas, solos e formações geológicas singulares fizeram este parque ser reconhecido internacionalmente.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos marcados como obrigatório *

oito + 16 =