Av. Nossa Senhora de Copacabana, 928 / Gr. 602, Rio de Janeiro - RJ (21) 2545-2599

Poltronas mais confortáveis em aviões

Poltronas mais confortáveis em aviões

O mercado de aviação busca uma solução para o problema gerado pelo Knee Defender – uma espécie de grampo que impede que a poltrona da frente recline e atinja os joelhos do passageiro de trás – em um voo entre Nova Jersey e Denver. O uso do dispositivo provocou discussões e até agressões verbais quando dois passageiros brigaram a bordo de um voo da Delta quando o passageiro da poltrona de trás instalou os grampos e bloqueou o assento à sua frente.  Os dois passageiros foram retirados da aeronave em Chicago e a polêmica fez com que as companhias aéreas buscassem modelos mais confortáveis de poltronas, que você confere aqui no Blog Mar-Tha Rio.

Poltronas mais confortáveis

O principal destaque é o modelo PL3510 da Recaro, projetado para a classe econômica premium. Com 50 centímetros de largura, encosto de cabeça ajustável, apoio para os pés, pode ser equipado com uma lâmpada de leitura direcionada. Neste modelo a mesinha sai do apoio de braço e não das costas da poltrona da frente.

As poltronas Titanium, as mais leves do mercado da aviação civil com apenas quatro quilos, já vem suavemente inclinado de fábrica. Os especialistas destacam seu design, mais ergonômico que os concorrentes. Apesar de bem mais fina que a concorrência, a poltrona foi projetada, segundo os fabricantes, para absorver o impacto de pequenos trancos e chutes do passageiro de trás.

O modelo Pitch 2000 de poltronas é a terceira solução para a crise, com modelo de assento com reclinação fixa, que dá aos passageiros mais 6,35 cm de espaço para as pernas.

Ao contrário dos três modelos acima, que acabaram de chegar ao mercado, o Knee Defender já é comercializado há mais de uma década e custa US$ 21,95. Apesar de o produto ser legal, as autoridades que controlam a aviação comercial nos Estados Unidos e as companhias aéreas americanas não autorizam o uso do Knee Defender a bordo. Mesmo proibido, o utensílio virou uma febre no país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos marcados como obrigatório *

3 × três =