: GMT + 10
: baía de Port Phillip
: 4,3 milhões

Sobre Melbourne

Melbourne

Melbourne é a capital e a cidade mais populosa do estado de Vitória, além de ser a segunda área urbana mais populosa da Austrália, depois de Sydney. O nome refere-se a uma área estatística que abrange 9.900 quilômetros quadrados. É um dos principais centros financeiros do país, assim como da região da Ásia-Pacífico. Em 2013, a Economist Intelligence Unit (EIU) considerou a cidade a quarta mais cara do mundo, empatando com Oslo, na Noruega. A cidade alcança altos níveis de desenvolvimento em áreas como educação, entretenimento, saúde, pesquisa e desenvolvimento, turismo e esportes, além de ser classificada como uma das cidades mais habitáveis do mundo desde 2011, de acordo com a EIU.

Melbourne está localizada na grande baía natural de Port Phillip, sendo que o seu centro situa-se no ponto mais ao norte da baía, próximo ao estuário do rio Yarra. A cidade tem uma população de 4,3 milhões de habitantes e é a capital australiana que tem a taxa de crescimento demográfico que mais cresce.

Fundada em 30 de agosto de 1835 (na então colônia de Nova Gales do Sul) por colonos de Launceston, da Terra de Van Diemen, que incorporaram a região como uma possessão da Coroa em 1837. Recebeu o nome de "Melbourne" do governador de Nova Gales do Sul, Sir Richard Bourke, em homenagem ao primeiro-ministro britânico da época, William Lamb, 2.º Visconde Melbourne.

Depois da criação da Federação da Austrália, em 1901, a cidade serviu como a sede provisória do governo da recém-criada nação até 1927. A cidade também é um importante centro internacional de artes cênicas e visuais, sendo muitas vezes referida como a capital cultural da Austrália.

É o berço de estilos de dança nacionais (como o Melbourne Shuffle e o New Vogue); da indústria cinematográfica australiana; da arte impressionista australiano (conhecido como a Escola de Heidelberg); do futebol Australiano e da indústria televisiva do país.

Mais recentemente, foi reconhecida como uma "Cidade da Literatura" pela UNESCO, além de ser um importante centro de arte de rua.