: Gorges de la Nesque
: Nesque
: Mont Serein

Sobre Sault

Sault

O nome estranho é da cidade conhecida como a “capital da lavanda”.

A planta que transforma o planalto do Vaucluse em um “mar azul” é cultivada na região desde os romanos.

Sault fica a 765m de altidude, além do sol, a lavanda gosta de altura.

Sault já foi uma cidade fortificada, hoje o centro velho, guarda algumas lembranças desse tempo: ruas estreitas, casas sem prumo e a igreja de Notre-Dame-de-la-Tour do século XII.

O calor e a hora do almoço convidam para uma pausa em um dos bares e restaurantes da cidadezinha.

Tudo muito simples, sem frescura, com um atendimento informal e que termina com um delicioso sorvete de lavanda com mel.

Para quem quer levar mais do que fotos para casa, lojinhas vendem produtos típicos da região, entre elas, a cooperatia dos produtores Maison des Producteurs (rue de la République): nouggats, mel de lavanda, bouquês, oleos essenciais, azeite de oliva, etc.

Os amantes da natureza podem continuar o passeio pelos planaltos de Albion (espeleologia, VTT e caminhadas) e o Gorges de la Nesque, no programa: um bom piquenique, muita água e os mapas com algumas sugestões de circuitos pré-estabelecidos à disposição no departamento de turismo da cidade.