: Route de Volubilis, Marrocos
: 8h - 18h
: Sem restrições

Sobre Volubilis

Volubilis

Volubilis foi uma cidade romana, cujas ruínas constituem atualmente um sítio arqueológico parcialmente escavado. Está situado no norte de Marrocos, nos arredores da cidade santa de Moulay Idriss, a norte de Meknès. As ruínas estão inscritas na lista do Património Mundial da UNESCO desde 1997. A antiga cidade situa-se numa fértil planície agrícola e desenvolveu-se a partir do século III a.C. No século II a cidade foi dotada de uma série de edifícios públicos, como uma basílica, um templo e um arco do triunfo. A sua prosperidade advinha das culturas da oliveira, cereais e do fornecimento de animais selvagens para os espetáculos de gladiadores. Volubilis foi tomada por tribos locais e nunca foi reconquistada por Roma devido à sua localização remota e de difícil defesa. Continuou a ser habitada durante mais 700 anos por uma comunidade latinizada cristã e outra islâmica. No final do século VIII tornou-se a capital de Idris ibn Abdalá, o fundador da dinastia idríssida. No século XI, Volubilis tinha sido abandonada e a capital idríssida tinha sido transferida para Fez. A maior parte da sua população mudou-se para a nova cidade de Moulay Idriss Zerhoun, situada num monte a sudeste de Volubilis. As ruínas mantiveram-se praticamente intactas até terem sido arrasadas pelo terramoto de 1755, o mesmo que destruiu Lisboa. Só no final do século XIX é que o local foi definitivamente identificado como sendo a antiga cidade de Volubilis. Durante e depois da vigência do Protetorado Francês de Marrocos, cerca de metade do sítio foi escavado. A classificação como Patrimônio Mundial deve-se por ser um exemplo excepcionalmente bem preservado de uma grande cidade colonial romana nos limites do império.