Av. Nossa Senhora de Copacabana, 928 / Gr. 602, Rio de Janeiro - RJ (21) 2545-2599

Museus diferentes pelo mundo

Museus diferentes pelo mundo

Você já deve estar um pouco cansado de visitar museus de artes, de histórias antigas, mas existem outros museus pelo mundo que são completamente diferentes dos tradicionais. Quer fugir destes programas? Descubra outros museus que reúnem artigos diferentes como bananas, arames farpados, esgotos e até batata frita. Confere aí.

Museus diferentes

Friet Museum – De acordo com o museu a batata-frita foi inventada na Bélgica e o museu explica a história da iguaria, além de abordar os condimentos que costumam acompanhá-las. Também é possível aproveitar para comer a delícia. O Friet Museum foi criado por duas famílias – a Cédric e a Eddy Van Belle – que gostam do ramo e de apostar em coisas inusitadas.

Museu dos Esgotos – Quem estiver em Paris pode conhecer o Musée des Égouts (Museu dos Esgotos). O visitante faz um tour por galerias de esgoto parisienses, começando na Rua Turgot, localizada em Pont de l’Alma, e terminando na Rua Adolphe Mille. O roteiro dura cerca de uma hora.

Museu de relacionamentos – Quando algumas pessoas terminam relacionamentos é normal que elas joguem fora o que lembre o passado. Mas há quem reúna esses objetos e transforme em museu. Localizado na capital da Croácia, Zagreb, o museu apresenta diferentes artigos incluindo mãos de manequins, gnomo, sacos de vômito de avião, machado e melancia de madeira. Se você terminou um relacionamento recentemente e quiser doar algo para o museu, basta entrar em contato com eles pelo site.

Museu dos gatos – Em Amsterdã tem o Katten Kabinet, museu dedicado aos gatos. O local foi aberto em memória ao finado gato John Pierpont Morgan (1966-1983), companheiro do fundador do museu, Bob Miejer. Aqui o visitante pode apreciar diversas obras que retratam os felinos. Destaque cômico para a nota de um dólar, em que o gatinho substitui George Washington e os dizeres “In God We Trust” (Em Deus Confiamos) por “We Trust No Dog” (Não confiamos em Cachorros).

Museu Subaquático – No Museo Subacuático de Arte (MUSA), em Cancun, as esculturas estão embaixo d’água e é necessário utilizar equipamento de mergulho para alcançá-las. Para os menos familiarizados com o esporte, é possível fazer a visita de barco.

Museu do Arame Farpado – Em La Crosse, Estados Unidos, o Kansas Barbed Wire Museum é dedicado ao arame farpado. Criado em 1964, exibe uma coleção com mais de 2 mil exemplares e mostra as ocasiões em que o produto foi utilizado. Nos EUA, há diversas associações de colecionadores do artigo.

Museu da Banana – Também localizado nos Estados Unidos, mais precisamente em Mecca, Califórnia, está o International Banana Museum (Museu Internacional da Banana). O local oferece itens com a temática, indo de simples canecas e chaveiros até um toca-disco em formato da fruta. Depois da visita, a opção é ir ao Banana Bar e apreciar um milk-shake de banana, um sorvete de banana ou um refrigerante de banana.

Museu do Sorvete – Já o Gelato Museum é dedicado ao sorvete e não poderia estar localizado em outro lugar além da Itália. O Museu é dedicado à disseminação da história e cultura da sobremesa. São mil metros quadrados de tour interativo para mostrar aos visitantes sua evolução, sua produção tecnológica e seu consumo. Mais de 20 máquinas de sorvete originais estão exibidas no local, além de fotografias, documentos, acessórios e ferramentas. Após a visita, também é possível participar de atividades como degustação para comparar sabores e lições de como criar o seu próprio.

Museu dos alemães – O DDR Museum, localizado em Berlim, mostra como era a vida dos alemães na Alemanha Oriental, antiga parte comunista do país. O visitante é convidado a tocar nos objetos, assistir televisão, visitar a cozinha, além de pilotar um Trabant P 601, modelo de carro popular na época, através de um simulador.

Museu Fálico – O Museu Fálico da Islândia, localizado em Reykjavik, capital do país, traz um acervo com diferentes exemplares de pênis. Seu fundador, o historiador Sigurdur Hjartarson, começou a coleção em 1980, quando tinha 13 espécimes, sendo quatro de baleias e nove de animais terrestres. Em 1990, atingiu 34 exemplares e abriu o museu. Atualmente há 280 peças em exposição de 93 espécies. O visitante também pode conferir peças de arte e utensílios relacionados com o tema.

Post relacionado
Tours alternativos em Londres

Londres é uma das capitais mais famosas do mundo. Em um city tour tradicional você entra no famoso ônibus vermelho de dois andares e conhece os monumentos e bairros mais bonitos, além do Big Ben e do Palácio de Buckingham, é claro. Mas, Londres não é feita apenas destes belos pontos turísticos e, por isso, […]

Leia mais
Dez imóveis bizarros pelo mundo

 Existem muitos lugares pelo mundo que não são considerados pontos turísticos oficialmente, mas bem que poderiam. Fugindo do tradicional, que seria mostrar os mais visitados, os mais deslumbrantes, caros, e etc, o Blog Mar-Tha Rio traz hoje dez imóveis bizarros que você pode encontrar pelo mundo. Estas construções valem a pena visitar pessoalmente, então trate […]

Leia mais
Bares diferentes pelo mundo

 Beber um drink em qualquer um dos bares que você conhece não pode ser considerado algo incomum. Mas quem visitar um dos bares listados abaixo sim. Você vai conhecer agora alguns construídos em lugares inimagináveis que se tornam atrações turísticas diferentes, criando uma experiência única para seus clientes. Depois de conhecer os melhores bares do mundo, […]

Leia mais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos marcados como obrigatório *

vinte + dois =