Av. Nossa Sra. de Copacabana, 928 / Gr. 602, Rio de Janeiro - RJ | (21) 2545-2599 | | App:

Minimize a alta do dólar com estas dicas

Minimize a alta do dólar com estas dicas

Definitivamente a alta do dólar não vai atrapalhar a sua viagem.

Mesmo com a moeda americana passando dos R$ 3, é possível manter seus planos de viajar pro exterior.

Desde que você preste atenção a detalhes que, em tempos de bonança, normalmente passam despercebidos.

A primeira dica é comprar com antecedência as passagens aéreas, reservar o hotel, bilhetes de trem e aluguel de carro aproveitando os preços mais baixos.

Com isto feito estabeleça um teto de gastos por dia e tente cumpri-lo.

Viagens em Destaque

 

Dicas para lidar com a alta do dólar

Em época de dólar em alta viajar com dinheiro em espécie é a melhor forma de economizar na conversão cambial.

Isto porque a taxa de Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) é de 0,38%, contra 6,3% dos cartões de crédito.

A dica é equilibrar as contas usando o cartão de crédito e o pré-pago.

Além disso, é muito importante saber onde gastar os seus dólares.

Parcele algumas compras, promova ajustes no roteiro original e dê preferencia aos passeios mais importantes.

Economizar nas transações cambiais

Mesmo sendo mais perigoso, o ideal nesses casos é levar o dinheiro em espécie (de acordo com as moedas locais).

Evitar usar cartão de crédito é uma das melhores maneiras de se gastar menos já que não é necessário desembolsar dinheiro e, em muitos casos, o limite é grande.

Já os cartões pré-pagos tem como vantagens os dólares em cotação estabelecida e o limite nas compras.

Se você vai viajar para destinos com moeda diferente da americana, como Europa, Ásia ou América Latina, fique ligado no câmbio flutuante pois as compras no cartão de crédito serão convertidas para o dólar primeiro e depois para o Real.

Anote seus gastos

As compras feitas no dia a dia de sua viagem costuma ficar de fora da conta final e o ideal é anotar inclusive as pequenas despesas.

Desta forma você saberá o que pode ser eliminado dos seus gastos diário para poder economizar.

As malas extras de compras que costumam acompanhar os turistas que voltam dos Estados Unidos, por exemplo, podem ficar escassas com a alta do dolar.

A saída é procurar os outlets e lojas que dão descontos somente para turistas internacionais.

Aluguel de carro

Ao chegar no país de destino os brasileiros gostam de viajar de carro e, normalmente, as caminhonetes e picapes são os preferidos mas estão numa faixa de preço muito maior.

A dica é mudar os hábitos nesse momento e optar por alugar carros compactos.

Transporte público

Mesmo com largas avenidas e asfalto em ótima qualidade como na maioria das grandes cidades americanas, em algumas delas o transporte público é muito mais barato e você terá uma outra percepção do lugar.

Em algumas cidades, como Nova York e grande parte das capitais europeias, você pode comprar bilhetes diários, semanais e mensais por preços promocionais.

Post relacionado
Viagens internacionais sem emissão de passaporte

E emissão de passaporte está suspensa no Brasil por tempo indeterminado. A Polícia Federal informou ontem, dia 27 de junho, que a verba para a emissão de passaporte acabou.

Leia mais
Chip pré-pago: veja as 5 vantagens de usar em viagem pro exterior

O chip pré-pago é uma ferramenta para minimizar gastos com internet e ligações pelo celular. Nesse artigo vamos mostrar quais são as 5 principais vantagens de usar o chip em viagens pro exterior.

Leia mais
Países onde o Real vale mais que a moeda local

Brasileiros que viajam para Europa ou Estados Unidos, por exemplo, onde a moeda brasileira é menos valorizada que a local, não devem saber quais são os países onde o Real vale mais.

Leia mais

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos marcados como obrigatório *

cinco × quatro =