Av. Nossa Sra. de Copacabana, 928 / Gr. 602, Rio de Janeiro - RJ | (21) 2545-2599 | (21) 98420-3655 | | App:

Arquivo por Categoria "Dicas"

topo-regra-bagagens

Mudança na Franquia de Bagagem da Copa Airlines

Em 1º de Agosto de 2018, a nova franquia de bagagem entrará em vigor em voos internacionais: Será cobrada a segunda mala (USD 40) para todos os bilhetes comprados em tarifa Econômica Promo e Econômica Extra entre países da América do Sul, América Central (exclui Panamá) e Caribe, ou seja, para voos entre cidades nas seguintes regiões:

América do Sul – América do Sul
América Central (excluindo o Panamá com origem e/ou destino)
América do Sul – Caribe

Será permitido registrar peças adicionais com sobre dimensão aplicando o valor correspondente.

Para passageiros com stop-over no Panamá, toda a franquia deve ser aplicada a partir do trecho inicial da viagem, ou seja, a validação da estação final do destino.

A cobrança da segunda mala não se aplica a bilhetes comprados nas tarifas da Econômica Flex. Para estes passageiros é permitido transportar 2 malas de 23kg cada.

PERGUNTAS FREQUENTES:

Para quais passageiros a nova franquia se aplica?
– A nova franquia aplica-se aos passageiros que fizeram a compra do seu bilhete a partir de 25 de maio de 2018, com data de viagem a partir de 1 de agosto de 2018.

Quais passageiros continuam com a franquia anterior?
– Os passageiros que já iniciaram sua viagem e até 1 de agosto de 2018, suas reservas são parcialmente utilizadas, estejam elas retornando à sua origem ou continuando com um destino múltiplo.
– Aqueles passageiros com bilhetes comprados a partir de 25 de maio de 2018, mas sua viagem começou antes de 1º de agosto de 2018 e tem segmentos pendentes após 1º de agosto de 2018.
– Os passageiros cujos bilhetes foram comprados antes de 25 de maio de 2018.

A que região pertence Porto Rico?
– Porto Rico pertence ao Caribe 4.

A que região pertence a Guiana?
– A Guiana pertence à América do Sul.
– A partir de 1º de agosto, todos os passageiros com origem ou destino na Guiana aplica-se a cobrança da segunda mala com a única exceção de/para o Panamá (PTY,DAV)

Quais classes pertencem à tarifa de econômica promo?
– As classes que pertencem à econômica promo são: E, L, T, A.

Quais classes pertencem à tarifa econômica extra?
– As classes que pertencem à tarifa econômica extra são: H, Q, K, F, V, U, S, O, W.

Quais classes pertencem à tarifa econômica flex?
– As classes que pertencem à tarifa econômica flex são: Y, B, M.

EXEMPLOS

ex1.
Passageiros viajando com franquias diferentes para IDA e para o RETORNO. Se aplica diferentes franquias.

IDA:     CM255    Y    01AUG    GEOPTY     2 malas até 23kg cada
CM629   Y    01AUG    PTYBOG

RETORNO:     CM154    Q    15AUG    CTGPTY    1 mala até 23kg
CM254    Q    15AUG    PTYGEO

ex2.
Passageiros viajando com diferentes tarifas em cada voo. Se aplica a franquia menos restrita.

IDA:     CM255    Q    01AUG    GEOPTY    2 malas até 23kg cada
CM629     Y    01 AUG    PTYBOG

RETORNO:    CM154    E    15AUG    CTGPTY    1 mala até 23kg
CM254    Q    15AUG    PTYGEO

ex3.
O passageiro recebeu upgrade em um de seus voos. Se aplica a franquia menos restrita

IDA:     CM255    Z    01AUG    GEOPTY    2 malas até 23kg cada
CM629   E    01AUG    PTYBOG

RETORNO:    CM154    E    15AUG    CTGPTY    2 malas até 23kg cada
CM254    E    15AUG    PTYGEO

imgs_11

Tagged
Leia mais
aeroporto_europa

Brasileiros precisarão de autorização de viagem para entrar na Europa a partir de 2021

Autorização prévia à viagem será exigida a turistas de cerca de 60 nacionalidades que não precisam de visto. Sistema foi aprovado nesta quinta-feira (5) pelo Parlamento Europeu.

Parlamento Europeu aprovou nesta quinta-feira (5) um novo sistema de autorização de viagens para turistas de países que não precisam de visto para entrar nos países da União Europeia (UE), entre eles o Brasil. A autorização prévia à viagem passará a ser exigida a partir de 2021.

O sistema, conhecido como Sistema Europeu de Informação e Autorização de Viagem (ETIAS, na sigla original em inglês), foi aprovado por 494 votos a favor, 115 contra e 30 abstenções. Agora a lei precisa ser adotada formalmente pelo Conselho de Ministros, que já tinha entrado em um acordo sobre ela. Depois, será publicada no Diário Oficial.

O países que aplicarão o ETIAS são os do Tratado de Schengen, que inclui 22 nações do bloco europeu, e mais quatro países da UE: Romênia, Bulgária, Croácia e Chipre (veja o mapa abaixo). O Reino Unido não exigirá a autorização, já que está entre os que não fazem parte do Tratado de Schengen.

Antes de viajar à Europa, os turistas terão de preencher um formulário eletrônico com dados pessoais, informações do documento de viagem e o país em que entrará. Além dos brasileiros, turistas de outras 60 nacionalidades serão afetados, como canadenses, americanos, australianos e latino-americanos.

A autorização será válida por três anos e vai custar 7 euros (cerca de R$ 32), a não ser para viajantes menores de 18 anos ou maiores de 70 anos, para quem será gratuita.

Mas a decisão final para entrar na União Europeia continua com a segurança de fronteira de cada país.

Por que uma autorização prévia?

O objetivo é comparar as informações proporcionadas por cada cidadão com as de distintas bases de dados europeus para identificar, antes de sua saída, as pessoas que apresentem “um risco de migração irregular ou de segurança”.

Com esse sistema automatizado, inspirado no formulário ESTA, um dispositivo em vigor nos Estados Unidos, a UE pretende proteger melhor suas fronteiras exteriores, detectando antes de sua saída para a Europa alguns indivíduos potencialmente perigosos.

O que acontece se for detectado um risco?

Os pedidos serão processados automaticamente e é esperado que o sistema ETIAS aprove a grande maioria das autorizações quase imediatamente.

Mas se o cruzamento de dados detectar alguma informação relevante para o risco de segurança, o pedido será processado manualmente. A decisão de aprovar ou não a autorização deverá ser feita em até 4 semanas. As recusas devem ser justificadas e o solicitante tem o direito de recorrer.

sistema-etias

Fonte: G1

Leia mais
topo-ski-blog

O que você precisa saber sobre as estações de ski

Paisagens exuberantes, com montanhas brancas, acompanham aqueles que se aventuram em deslizar pela neve. Esquiar é um dos esportes mais atraentes do mundo, já que proporciona uma sensação única de adrenalina.

Esquiar é uma experiência que só quem já teve pode dizer o quanto é maravilhosa! Deslizar sobre a neve, fazer manobras ou simplesmente se equilibrar. Tudo é uma conquista quando se trata de um esporte radical.

Uma estação de ski é um centro de lazer, que recebe, todos os anos, turistas de todas as idades.

Há muito o que aproveitar!

–  A culinária é diversificada! Você pode encontrar iguarias de diversos cantos do mundo: francesa, tailandesa, japonesa, mediterrânea e etc…

–  Caminhe em meio aos bosques e trilhas das montanhas

–   Faça passeios de trenó e motos de neve

–  Há cursos para aprender a esquiar e a fazer snowboard

– E dentro dos resorts há passatempos como centros fitness, cursos de culinária, dança,meditação, yoga, entre tantos outros.

Os hotéis das estações costumam oferecer apartamentos aconchegantes e bem equipados, com calefação, TV, cama queen, lareira e muito mais! Sem falar nas amenidades, que podem incluir salas de jogos e entretenimentos, spa, cinema e todo o conforto que você pode imaginar.

Além de tudo isso, todo espaço de ski oferece clínicas especializadas para atender hóspedes em caso de algum tipo de acidente ou emergência. Por isso, pode ficar despreocupado.

TIPOS DE CENTROS DE SKI

As estações de esqui podem ser divididos em três categorias:

# 1.    Resorts de alta montanha

# 2.   Cidades ao pé da montanha

# 3.   Cidades turísticas com estação de esqui próxima

ONDE IR?

Você encontra estações de ski em todos os continentes. Pode esquiar na Nova Zelândia,  na Austrália, no Japão, na Coreia, no Cazaquistão, Alaska, na Escandinávia, nos Balcãs e até na África!

Veja os destinos mais populares:

AMÉRICA DO SUL

ARGENTINA

  • Bariloche
  • Chapelco
  • Las Leñas
  • La Hoya
  • Ushuaia
  • Villa Angostura

CHILE

  • Valle Nevado
  • Corralco
  • El Colorado
  • Farellones
  • La Parva
  • Portillo
  • Pucon
  • Termas de Chillan

EUROPA

Alemanha – Garmisch-Partenkirchen, Zugspitze
Áustria – Innsbruck
Espanha – Sierra Nevada
França – Courchevel, Chamonix, Mont-Blanc
Suiça – Interlaken, St. Moritz 

AMÉRICA DO NORTE

CANADÁ

  • Whistler
  • Sunshine Village
  • Mont-Tremblant

ESTADOS UNIDOS

  • Aspen
  • Beaver Creek
  • Breckenridge
  • Heavenly
  • Keystone
  • Park City
  • Vail

QUANDO IR?

 

      AMÉRICA DO SUL     HEMISFÉRIO NORTE
  Período Temporada Período Temporada
01/06 a 30/06    Média 15/11 a 30/11    Média
01/07 a 31/07    Alta 1/12 a 31/01    Alta
01/08 a 31/08   Média 01/02 a 28/02   Média
Leia mais
topoaluguelcarro

Principais dúvidas sobre aluguel de carro no exterior

Principais dúvidas sobre aluguel de carro no exterior

Está planejando fazer uma road trip e tem dúvidas sobre alugar um carro no exterior? Então, confira as nossas dicas!

Saiba que fazer uma viagem de carro em outro país pode ser mais simples do que você imagina, basta ficar atento a alguns detalhes sobre as regulamentações do país de destino.

Quem pode alugar um carro no exterior?

Qualquer pessoa pode alugar um carro, desde tenha habilitação válida (CNH) e emitida a, no mínimo, 2 anos. Além disso é preciso apresentar o passaporte válido e um cartão de crédito internacional, em seu nome, e com limite suficiente para cobrir o valor da locação e da franquia.

Outro fato que é preciso ficar atento é a idade mínima, que, em geral, é de 25 anos. Existem algumas empresas que aceitam alugar para motoristas entre 21 e 24 anos, mas cobram a mais por isso, uma taxa chamada ”under age”.

Por que é preciso ter  um cartão de crédito internacional para alugar um carro no exterior?

Não importa o modo de pagamento que você opte na hora de fazer a reserva, você obrigatoriamente terá que apresentar um cartão de crédito internacional na hora de pegar o carro, pois ele é usado pela locadora para fazer o bloqueio do valor do caução.

Como economizar na hora de alugar um carro?

Compare, pois os preços podem variar muito de um lugar para outro. O ideal é reservar com, no mínimo, 20 dias de antecedência, pois conforme a data se aproxima os veículos vão se esgotando e os preços vão subindo. Ligue para 212545-2599 ou acesse o nosso site e faça um orçamento de forma prática e rápida.

Apenas com a carteira de habilitação brasileira é possível dirigir em qualquer outro país?

Não. Cada país tem suas próprias exigências e é preciso verificar cada caso. Alguns países exigem a Permissão Internacional para Dirigir (PID). Nos países membros do Mercosul, por exemplo, é possível dirigir apenas com a CNH brasileira. Nos EUA (com exceção do estado da Georgia), basta a CNH e o passaporte. Mas, na dúvida, leve a PID.

Somente quem aluga o carro que pode dirigir?

Não. Se você quiser, na hora de fechar a reserva poderá adicionar condutores extras, mas que necessariamente deverão estar presentes no ato da abertura do contrato de locação. Algumas locadoras podem cobrar uma taxa por condutor extra.

É preciso abastecer o carro antes da devolução?

Não é obrigatório. Existem dois tipos de política de abastecimento. A mais tradicional, e a mais conhecida, é entregar o carro abastecido no momento da devolução. A outra é a modalidade do pré-pago. A ideia é que você, no momento do aluguel do carro, já pague um tanque inteiro de combustível para a locadora. Dessa forma, não é necessário abastecer antes de entregar o veículo.

É preciso contratar um seguro?

Sim, para a sua segurança e para a proteção do veículo. Veja alguns dos tipos de seguro disponíveis:

– CDW e LDW: proteção contra roubos, furtos, avarias e danos ao veículo decorrentes de colisões e/ou acidentes. Isento de franquia/co-participação.

– SLI: é uma cobertura contra danos materiais e pessoais causados a terceiros em razão de acidentes com o veículo locado. Também pode ser vendido como ALI, EP ou LIS.

– RSA/RSN: serviço de assistência na estrada em caso de extravio de chaves ou do dispositivo de abertura do veículo (controle remoto), troca de pneus, guincho no caso o veículo não funcionar e envio de gasolina em caso de emergência.

– PAI: é uma cobertura de acidentes pessoais. Garante ao cliente uma cobertura em despesas hospitalares para tratamento de ferimentos decorrentes de acidentes ocorridos durante o período da locação.

É possível fazer a devolução em outra cidade, país ou estado?

Sim, mas isso deve estar definido no contrato e, em geral, acarreta em uma taxa extra chamada ”one way”.

Quem pode me ajudar com o processo de aluguel de carro?

Para evitar problemas, aconselhamos que você utilize a consultoria de um agente de viagens. A Mar-Tha Rio está a sua disposição para ajudar e reservar o carro da sua escolha.

Leia mais
26094517575_879c67ab66_b

Como funciona o UBER fora do Brasil?

Como funciona o UBER fora do Brasil?

Por que pegar UBER?

Pegar Uber é mais rápido e mais prático do que pegar um taxi, já que o serviço é mais caro e muitos dos motoristas são mal humorados.

Preciso de instalar uma outra versão do aplicativo?
Não, você pode usar o mesmo aplicativo e a mesma conta que já usa no Brasil. 

Como faço os pagamentos?
Pagamentos com dinheiro não funcionam em todas as cidades. Então é importante configurar e testar uma forma de pagamento automático antes da viagem, como o PayPal ou cartão internacional desbloqueado. Cartões nacionais, do Brasil, não funcionam. O valor a ser debitado no cartão será convertido em dólar e depois para real, acrescentado de 6,38%, referente ao IOF.

Preciso dar gorjeta para os motoristas?
Nos EUA é comum dar 1-2 dólares de gorjeta. Em alguns países, como os EUA, o próprio aplicativo tem uma função de gorjeta, porém, não é obrigatório.

Como faço para me comunicar com o motorista?
Normalmente você precisa fazer uma ligação ou enviar um SMS.

Há as mesmas categorias de carros?

Preste atenção na categorias dos carros. Diferentemente do Brasil, em alguns países existem diferentes tipos de veículos como o UberLUX (carros de luxo) e UberSUV (veículos utilitários esportivos).

Há também os aplicativos concorrentes como o Cabify e o Lyft, que também são boas opções. 
Leia mais
topovisto

Como tirar o visto para os Estados Unidos?

Como tirar o visto para os Estados Unidos

Confira o passo a passo

O que é um visto?

Quando um cidadão de outro país quer entrar nos Estados Unidos, precisa primeiro obter um visto especial, que é colocado em seu passaporte.

Apesar de ser muito burocrático, o processo de solicitação da autorização pode ser feito por qualquer pessoa, porém, devido a dificuldade, indicamos sempre o uso de um despachante.

Visto americano: turista

Existem várias modalidades de visto para os Estados Unidos. Para visto de turista, você deve optar sempre pela categoria B1/B2.

Formulário: visto americano

O processo para tirar o visto americano começa pela internet. A primeira etapa consiste no preenchimento do formulário DS-160.

Agendamentos

O próximo passo consiste em agendar as entrevistas e pagar uma taxa. Basta acessar a página do departamento de vistos, criar uma conta de usuário e inserir o número do seu DS-160. Depois, preencha com as suas informações.

A etapa seguinte é o pagamento da taxa de solicitação (MRV). Atualmente, custa US$ 160.

Após o pagamento é necessário agendar a entrevista com a Seção Consular e a visita ao CASV para coletar seus dados biométricos e entregar seus documentos.

Procure o CASV mais próximo de você:

Belo Horizonte CASV
Rua Maranhão, 310 – Loja 1 – Edifício Celta – Santa Efigênia
Belo Horizonte – MG 30150-330

Brasília CASV
Edificio Venâncio 2000 SCS, Quadra 8 Bloco B60 sala 340 – Setor Comercial Sul
Brasília – DF 70333-900

Porto Alegre Centro de Entrega de Documentos (CED)
Av. Assis Brasil, 1712 – Passo d’Areia
Porto Alegre – RS 91010-001

Recife CASV
Avenida Herculano Bandeira, 949 – Comercial Bandeira – Pina
Recife – PE 51110-130

Rio de Janeiro CASV
Rua Humaitá, 275- Loja A – Humaitá
Rio de Janeiro – RJ 22261-001

São Paulo #1 CASV
Avenida José Maria Whitaker, 370- Vila Mariana
São Paulo – SP 04057-000

Documentos necessários para tirar visto americano

  1. Passaporte atual válido por pelo menos seis meses além do período de estadia nos Estados Unidos.
  2. Passaporte contendo o último visto dos Estados Unidos (se aplicável).
  3. Página de confirmação de Formulário DS-160.
  4. Página de confirmação e instruções do agendamento impressa diretamente do site.
  5. Uma foto 5 x 5 cm ou 5 x 7 cm colorida, tirada dentro dos últimos 6 meses e com fundo branco.

A entrevista ainda pode exigir documentos adicionais, portanto, esteja preparado para comprovar:

  1. Propósito da sua viagem
  2. Sua intenção de partir dos Estados Unidos após sua viagem
  3. Sua habilidade de pagar todos os custos de viagem
  4. Evidência de seu emprego, laços familiares, declaração de bens do imposto de renda e/ou propriedade no país podem ser suficientes para demonstrar o propósito de sua viagem e sua intenção de retornar ao Brasil
  5. Caso você não possa pagar todos os custos de sua viagem, você poderá apresentar evidências de que outra pessoa irá custear parte ou todo custo da sua viagem

A decisão quanto à aprovação ou negação da concessão do visto de entrada será baseada na entrevista e nas informações prestadas verbalmente.

Entrevista

Esse é o ponto que deixa as pessoas mais apreensivas. O intuito da entrevista é saber quais suas reais intenções em visitar os Estados Unidos e checar se suas informações são verdadeiras e estão corretas. Confira algumas perguntas mais comuns:

  • Por que quer ir para os Estados Unidos?
  • Quando vai e quanto tempo pretende ficar?
  • Onde vai se hospedar (hotel, casa de família etc.)?
  • Vai sozinho ou com alguém? Se vai acompanhado, qual sua relação com os acompanhantes?
  • Que cidades vai visitar?
  • Quem está pagando a viagem?
  • Onde trabalha?
  • Quanto dinheiro vai levar?
  • Há bens em seu nome?
  • Tem filhos?
  • Se for uma mulher casada viajando sozinha, é possível que se questione sobre seu cônjuge.

Quanto demora o processo?

O tempo da resposta é relativo e depende do ritmo de trabalho da embaixada norte-americana e dos consulados. Por isso, a recomendação é que você só feche seu pacote de viagem e compre as passagens quando tiver a confirmação do visto.

Validade

Os vistos têm a validade de 10 anos e permitem a entrada e saída dos Estados Unidos quantas vezes forem necessárias nesse período, porém, o tempo de permanência em solo americano depende dos agentes de imigração a cada viagem. Para o turismo, normalmente é concedido o prazo máximo de 6 meses.

Entrega do visto

Apesar de existir a opção de entrega em casa, para evitar risco de extravio ou roubo, aconselhamos que busque seu visto diretamente no CASV.

Caso necessite de ajuda, a Mar-Tha Rio Viagens te ajuda a realizar o processo para a retirada do visto. É só entrar em contato!

Leia mais